Buscar

Dirigentes setoriais avaliam positivamente a FIMEC 2020




Na manhã do dia 12 de março aconteceu a coletiva de imprensa, durante a qual os dirigentes das entidades setoriais parceiras, a Fenac promotora da feira e patrocinadores fizeram um balanço final da 44ª Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes (Fimec), que aconteceu de 10 a 12 de março em Novo Hamburgo/RS.


Na avaliação dos líderes setoriais, houve unanimidade sobre o acerto da organização do evento em manter a feira em sua data original, apesar do avanço da pandemia causada pelo novo Coronavírus (o Covid-19), tendo se preparado para isso criando um programa exemplar de prevenção, monitoramento e higienização que atuou em tempo integral durante os três dias da feira.


De acordo com o diretor-presidente da Fenac, Marcio Jung, a Fimec 2020 mostrou a força da união das entidades. “Todos trabalhamos juntos para trazer o maior número de visitantes a esta edição da Fimec e, na condição em que estamos, podemos comemorar uma excelente visitação compradora”, destacou. “Este é um momento que fortalece o nosso setor, que é autossuficiente”, ponderou.


Marlos Schmidt, presidente do Conselho de Administração da Fenac, parabenizou a todos os envolvidos no evento. “A Fimec cumpriu e superou todas as expectativas, em termos de organização e segurança”, comemorou. Para o presidente dos Conselhos da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Caetano Bianco Neto, a Fimec é a feira mais importante para quem trabalha no setor calçadista. “É a feira que nos permite prever o futuro do setor, pois oferece tudo em couros, produtos químicos, componentes, máquinas, equipamentos e tecnologias”, avaliou.


A segurança do evento também foi destacada pela superintendente da Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal), Ilse Guimarães. “Mostramos que é possível, sim, fazer uma feira com segurança. Hoje enxergo a Fimec mais sólida e forte”, pontuou. Além disso, ela destacou a presença de compradores internacionais. “Trouxemos 18 compradores internacionais, com destaque para a África, que pela primeira vez esteve representada”, evidenciou. Já o presidente executivo do Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB), José Fernando Bello, avaliou a Fimec como uma feira imperdível. “A feira é um momento muito oportuno para iniciar negócios. Entre os curtumes, percebemos uma qualificação muito grande do público, com contatos melhores e mais fortalecidos”, observou.


O presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos para os Setores do Couro, Calçados e Afins (Abrameq), André Nodari, também enalteceu a Fimec. “Foi uma edição além das expectativas, com visitação internacional qualificada e excelente organização, que não perde em nada para as feiras alemãs”, comparou. Para o presidente executivo da Associação de Indústrias de Curtume do Rio Grande do Sul (Aicsul), Moacir Berger, a Fimec 2020 trouxe esperança para o setor. “Realizamos um evento em meio a dúvidas, que se transformou em um raio de luz e esperança neste cenário”, opinou.


Já o presidente da Associação Brasileira dos Químicos e Técnicos da Indústria do Couro (Abqtic), Celso Schwingel, destacou a relevância das pocket palestras e a presença massiva do público qualificado. “Fiquei impressionado com a iniciativa de divulgar informação técnica ao público qualificado”, pontuou. “Quem veio à Fimec é porque queria fechar negócios e fechou”, complementou. O presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI-NH/CB/EV), Marcelo Lauxen Kehl, parabenizou a Fenac pela realização da Fimec mesmo diante das adversidades. “Parabenizo a Fenac por todas as iniciativas louváveis para que a feira acontecesse. Já nos dois primeiros dias de Fimec, pudemos perceber que foi certa a atitude de manter a data da edição”, comemorou.


Já a analista de projetos do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/RS), Kelly Roselaine Valadares, falou sobre o Projeto Fornece, que levou 25 micro e pequenas empresas à Fimec. “No primeiro dia já tivemos registro de negócios concretizados isso é um resultado extremamente positivo para as empresas”, relatou.


O crescimento da Fábrica Conceito foi apontado pelo diretor da Coelho Assessoria Empresarial, Luís José Coelho. “A visitação da Fábrica Conceito é um sucesso, considerando que o projeto cresceu 50% neste ano. A feira foi muito produtiva e muito boa em termos de negócios”, avaliou.


Outras atrações da feira o Estúdio Fimec e o Fórum Fimec foram destacados pelo diretor do Studio 10, Christian Thomas. “Sempre trazemos conteúdo de relevância ao Estúdio Fimec, baseado no comportamento do consumidor”, destacou. “E o Fórum Fimec mais uma vez abordou temas pertinentes através de pessoas relevantes do cluster”, concluiu. Além das entidades parceiras, a coletiva também foi momento para os patrocinadores da Fimec 2020 avaliarem sua participação e a feira como um todo. Para o diretor-executivo da Sicredi Pioneira RS, Solon Stahl, o tamanho da feira e a relevância do setor surpreenderam. “Nós não tínhamos dimensão do tamanho e relevância da Fimec para setor, bem como para o desenvolvimento econômico da região”, pontuou. Solon ainda comemorou o retorno que a feira trouxe. “Ficamos surpresos com o número de negócios que conseguimos encaminhar na Fimec”, disse. Outro patrocinador, a Transduarte, também avaliou positivamente sua participação. “Pude observar que nossa participação nesse ano foi muito maior e pretendemos aumentá-la ainda mais em 2021”, destacou o diretor-comercial da transportadora, Otávio Joner.


Superação




Superação foi a palavra que o presidente executivo do Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC), Paulo Griebeler, usou para descrever esta edição da Fimec e da Fábrica Conceito. “Nessa 44ª Fimec a Fábrica Conceito foi caracterizada como a Fábrica da Superação, mantendo o foco na preocupação em trazer a cada edição mais inovações em pesquisas, tecnologias, equipamentos, processos e insumos, motivando os profissionais e empresários a visitarem o espaço”, pontuou Paulo. Ele também comentou que a feira já se consolidou como um evento que traz conteúdo para o empresário. “Além de toda a tecnologia apresentada nos estandes, os industriais também têm acesso a conteúdos relevantes para as seus negócios, como o caso do Fórum Fimec e dos ciclos de mini palestras”, destacou.


Outro aspecto positivo elencado pelo presidente do IBTeC é a oportunidade que a feira proporciona para os relacionamentos – tanto com os contatos antigos com os quais já se tem pro


jetos realizados ou encaminhados quanto aqueles que se levariam dias, e até meses para poder visitar. “Os maiores polos calçadistas brasileiros estão aqui, os países latinos também estão presentes na feira. Agora, imagina a complexidade para se colocar a área comercial de cada uma das empresas expositoras para visitar esse pessoal todo, qual o custo disso?”, indagou. Logo em seguida, Paulo contou que o IBTeC, por exemplo, somen


te em virtude da visita da comitiva de um único polo gerou negociações que vão superar todo o investimento que o instituto fez na Fimec, fora os demais contatos. “Estamos muito confiantes, queremos parabenizar o Márcio e toda a equipe da Fenac pela condução da Fimec que, com todas as dificuldades deste grande desafio mundial, superou as expectativas. Estamos também muito agradecidos à Fenac pela cedência do espaço de 1.000m2 para o Projeto Fábrica Conceito, que recebeu muitas visitações e apresentou vários materiais e tecnologias para serem observados.


O espaço ficou inovador e tecnológico, e quero também agradecer ao nosso parceiro Coelho Assessoria Empresarial, que está há 11 anos, juntamente com o IBTeC e a Fenac, realiza


ndo este trabalho, sem esquecer ainda de um agradecimento aos patrocinadores e as empresas parceiras do projeto, além de um agradecimento especial à imprensa, que tem um papel decisivo na divulgação da Fimec e de todas as medidas adotadas pela direção da feira para que esta edição acontecesse dentro da maior segurança possível”, concluiu.



Entre em contato conosco

Revista Tecnicouro

Rua Araxá, 750 - Bairro Ideal

Novo Hamburgo - RS

CEP 93334-000

(51) 3553-1000

Assine a newsletter