Buscar

O impacto do conforto e da performance


O impacto do conforto e da performance do produto nas vendas foi o tema do Happy Hour com Tecnologia do Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC) que aconteceu no dia 15 de julho no formato de live, em sintonia com as medidas para o distanciamento social. Um dos convidados foi o responsável técnico e do sistema de gestão da qualidade da Bompel, José Luiz Hurmann Filho, que falou sobre as propriedades do conforto nos EPI calçados. O coordenador da Unidade de Biomecânica do IBTeC, doutor em Biomecânica Rudnei Palhano, coordenou o encontro, que teve também como debatedores; Reges da Costa, gerente de pesquisa e desenvolvimento da Veja/Vert Shoes, e David Hergemoller, gerente de estilo e criação das marcas Comfortflex e Ramarim.


José Luiz afirmou que o setor de equipamentos de proteção individual (EPI) é um pouco diferente dos demais setores calçadistas, porque é regido por uma legislação compulsória que precisa ser atendida. Nos últimos anos, houve um avanço muito grande no calçado de segurança e proteção, principalmente a partir de 2008, quando o Brasil adotou algumas normas internacionais, as normas ISO.


O especialista destacou que a Bompel já vinha buscando novas tecnologias e obteve avanços muitos grandes. Entre eles a questão do coeficiente de atrito dos solados, com melhoria significativa na performance para buscar mais eficiência do escorregamento, sem esquecer questões que estão relacionadas ao conforto do calçado, como o índice de amortecimento do impacto da pisada. As forrações internas também tiveram melhorias nos calçados de segurança, com maior permeabilidade e menos peso, o que também resulta em mais conforto. A Bompel, por ter um curtume próprio, consegue fazer o desenvolvimento de materiais na parte de couro, com artigos para necessidades específicas. E a evolução dos produtos permitiu que se use outros materiais além do couro, com muita qualidade de acabamento e desempenho do equipamento como um todo.


Sobre a importância de testar os produtos para a comprovação da funcionalidade dos materiais salientou que desde 2006 a Bompel tem um contrato de parceria para desenvolvimento com o Laboratório de Biomecânica do IBTeC, com o qual trabalha a questão da tecnologia do conforto. “Tornar a rotina dos usuários dos nossos calçados mais agradável é a nossa missão”, afirmou ele, salientando ainda que o profissional que trabalha contente tem também uma performance melhor na sua atividade. Como fazer isto chegar ao consumidor é outra preocupação. “O nosso consumidor é o trabalhador, mas normalmente não é ele que faz a aquisição deste produto e por isto a dificuldade de fazer chegar a informação até os usuários dos calçados”, comentou.

Entre em contato conosco

Revista Tecnicouro

Rua Araxá, 750 - Bairro Ideal

Novo Hamburgo - RS

CEP 93334-000

(51) 3553-1000

Assine a newsletter