Buscar

Vert Shoes: uma das marcas mais bem-sucedidas na linha de calçados sustentáveis


Reconhecida no mercado pela pegada socioambiental de todas as linhas de produtos que desenvolve, a marca agrega na produção conceitos como o uso de matérias-primas sustentáveis, preço justo e prazo curto para a entrega dos pedidos.


Vert Algodão


Uma das matérias-primas utilizadas é o algodão orgânico, produzido com técnicas agrícolas que respeitam o meio ambiente e a saúde das pessoas, sem o uso de agrotóxicos, adubos químicos ou transgênicos. A marca adquire o material de cerca de 700 famílias que vivem da agricultura orgânica no semiárido nordestino. O cultivo é realizado em pequenas propriedades, integrado às culturas do milho, do gergelim e do feijão, que são os alimentos básicos dos agricultores.


Para a marca, lidar diretamente com as associações de produtores permite estabelecer um relacionamento mais humano, reduzir os intermediários e, assim, aumentar a remuneração dos produtores praticando um preço justo pelo produto, mão de obra e conhecimento. Também se comprometendo, por meio de contratos, com a compra de longo prazo e com preço garantido para a safra.


Vert Borracha

Outro material é a borracha natural da Amazônia - único lugar no mundo onde as seringueiras (árvores fontes da borracha) crescem em estado selvagem. Para as solas dos tênis, a Vert compra o látex diretamente de três associações de seringueiros na Amazônia, pagando um preço diferenciado pelo material. Esse preço justo valoriza o trabalho do seringueiro, e assim ajuda a luta contra o desmatamento.


Desenvolvido na Universidade de Brasília, o processo Folha Defumada Líquida (FDL) permite que os produtores transformem o látex em folhas de borracha sem uma fase industrial intermediária.


Estas folhas são enviadas diretamente para a fábrica para moldar as solas. A tecnologia permite que os seringueiros vendam um produto semi-acabado e com isso conquistem melhor remuneração.


Na composição das solas dos tênis, em tordo de 30% e 40% são dessa borracha nativa. Já a palmilha contém 5%. Para atender as propriedades técnicas necessárias, como flexibilidade, resistência e conforto. Nesse processo, outros componentes são necessários, incluindo borracha sintética.


O couro utilizado é curtido no sistema low-chrome, que diminui drasticamente a contaminação nas águas residuais e seu efeito no meio ambiente. Além disso a empresa acompanha todos os processos realizados a partir do momento em as peles chegam ao curtume para as etapas de tratamento.


Os pigmentos utilizados para tingir o couro, a borracha e o algodão ainda não são de produtos naturais. Mas para obter uma cor estável, sem desbotamento, a Vert utiliza tinturas convencionais, reconhecidas pelo selo ecológico Ecolabel.


Outros componentes como cadarço e ilhós ainda não são controlados pela marca, que estuda uma forma de também validar esses materiais de base.


Contrariamente a tendência de importar produtos fabricados na Ásia, a Vert faz questão de produzir seus tênis no Brasil aonde a legislação garante e fiscaliza os direitos dos trabalhadores.


Além disso também acompanha diariamente a produção nas fábricas e atelieres com os quais trabalha, os quais passam anualmente por auditorias sociais, garantindo a comprovação de que os direitos dos trabalhadores são respeitados.