Buscar

IBTeC apresenta contas de 2020

Instituição foca no planejamento estratégico para os próximos dez anos


O presidente executivo do Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC), Paulo Griebeler, e o vice-presidente executivo, Dr. Valdir Soldi, realizaram no último mês de abril a prestação de contas de 2020, a qual foi aprovada pela assembleia geral. “Mesmo com todos os desafios impostos pela pandemia, tivemos um ano de resultado positivo”, afirma Paulo Griebeler, que projeta para o ano de 2021 a manutenção do planejamento de investimentos e a busca por formas de tornar o instituto uma referência cada vez mais presente no desenvolvimento de pesquisa, inovação e tecnologias para todos os segmentos aos quais se dedica.


Paulo salienta a decisão estratégica de continuar investindo em tecnologias para manter o reconhecimento que a instituição tem hoje como um centro de excelência na prestação de serviços. A busca permanente dessa chancela, através de certificações de órgãos nacionais e internacionais, também está no projeto de contínuo aprimoramento da instituição. “O IBTeC vai continuar com sua estratégia de crescimento e investimentos, procurando atender às expectativas e necessidades dos nossos clientes e associa- dos”, assegura o presidente.


Entre as ações realizadas em 2020, com continuidade em 2021, estão os investimentos em equipamentos para aumentar a capacidade de atendimento no laboratório de substâncias restritas, por exemplo. “Estamos neste momento instalando uma série de novos equipamentos com tecnologias de última geração, que nos propiciarão trabalhar para o desenvolvimento da competitividade dos produtos brasileiros no mercado externo”, revela Paulo.


Um dos desafios que a pandemia gerou, segundo o presidente executivo, tem sido a atuação do IBTeC junto aos fabricantes de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), que estão nos de- mandando imensamente desde 2020. “O IBTeC tem trabalhado no desenvolvimento e na certificação de produtos para indústrias tradicionais deste segmento, e para empresas que se reinventaram criando linhas de produção para suprir o mercado neste momento de crise. Durante esta fase procuramos desenvolver soluções customizadas, para atender cada cliente. Entre os segmentos que recebem atenção especial estão os fabricantes de calçados, aos quais o instituto apoia permanentemente na busca de soluções que diferenciem os produtos nacionais”, sublinha.


Antes da assembleia geral, na reunião do conselho deliberativo, a diretoria deu início às discussões sobre a projeção para os próximos dez anos da instituição. Paulo afirma que hoje o foco está na digitalização do relacionamento com os clientes, com acesso a relatórios de ensaios laboratoriais pela internet, entrega de resultados e laudos de forma digital, oferecendo todos os benefícios que o digital propicia. “Nos próximos meses, vamos trabalhar no propósito, estratégias e ações da instituição para os próximos dez anos”, conclui o presidente, lembrando que em 2022 o IBTeC vai completar 50 anos.