Buscar

Varejo digital deve crescer 18% em 2021


Impulsionado pelo distanciamento social, o ano de 2020 teve o maior crescimento da história do e-commerce. Os números mostram que o varejo digital virou um grande aliado dos brasileiros na hora de comprar, trazendo conforto, segurança e economia. Para 2021, a tendência é a mesma. De acordo com a Neotrust/Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce, o varejo digital deve ter um crescimento de 18% neste ano. Em 2020, o setor atingiu o maior volume de compras da história: 301 milhões de compras foram realizadas, número que representa uma alta de 68,5% em relação a 2019.


Como resultado, o setor movimentou R$ 126,3 bilhões, valor 68,1% maior na comparação ao ano anterior. Apesar do crescimento, o tíquete médio sofreu uma leve queda de 0,2%, atingindo R$ 419,4. Os dados foram apresentados no relatório trimestral da companhia com foco total no varejo eletrônico do País e o conteúdo completo, como perfil do consumidor, região e comportamento, está disponível no site: https://www.neotrust.com.br.


Já os produtos que geraram maior receita mostram que Telefonia ocupa o primeiro lugar, com 20,3% da cifra gerada no ano. Em segundo lugar está Eletrodomésticos e Ventilação (15,9% do total) e, em terceiro, Entretenimento (12,6%). As compras mostram que por conta da pandemia e isolamento social, houve um investimento maior dos consumidores em itens a serem usados em casa. “O ano de 2020 foi de afirmação para o e-commerce. Os brasileiros estão mais confiantes em comprar online e utilizam a internet para comprar desde itens de alto valor até os mais básicos. O varejo digital continuará sendo bastante utilizado mesmo após a retomada da vida normal”, afirma Fabrício Dantas, CEO da Neotrust/Compre&Confie.