Buscar

Um possível substituto aos corantes sintéticos utilizados pelas indústrias têxteis

Alunos: Taísa Marla Martins; Natan Gustavo Nunes Peixoto

Orientadora: Carla Kereski Ruschel

Instituição: Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha - Novo Hamburgo/RS

O setor têxtil é muito importante para a economia brasileira. Por outro lado, os impactos ambientais causados por ele são preocupantes. O processo de tingimento de tecidos gera grandes volumes de resíduo com forte coloração. Quando não tratados corretamente, esses rejeitos, ao serem lançados nas águas, alteram a sua cor, e consequentemente, afetam o processo de fotossíntese realizado pelos seres autotróficos marinhos e a solubilidade de gases, ocasionando desequilíbrio aos ecossistemas.


Além disso, os corantes e seus subprodutos apresentam propriedades como toxicidade, dispersão e são de difícil biodegradação, pois possuem uma molécula com estrutura aromática complexa, tornando-os muito estáveis. Com isso, surge o seguinte objetivo: estudar a síntese de pigmento natural, utilizando o fungo Trichoderma virens como produtor, visando analisar a potencialidade do uso de microrganismos no processo de tingimento de tecidos na indústria têxtil. Concluiu-se que o pigmento produzido tem real potencial de tingimento, produz um resíduo de fácil tratamento, diferente do produzido pelos sintéticos, e que os microrganismos são promissores para o processo de tingimento de tecidos na indústria têxtil.

Entre em contato conosco

Revista Tecnicouro

Rua Araxá, 750 - Bairro Ideal

Novo Hamburgo - RS

CEP 93334-000

(51) 3553-1000

Assine a newsletter