Buscar

Segmento ganhou protagonismo nos últimos oito anos


As indústrias de calçados de segurança sempre fizeram parte do portfólio de clientes do IBTeC, para a realização de ensaios de qualidade da construção dos produtos. No início da década de 1990, a instituição conquistou o credenciamento junto ao Ministério do Trabalho para a emissão de CA para calçados de segurança e para luvas, o que levou o instituto ao protagonismo em relação a EPIs. Mas foi somente a partir de 2010 que o IBTeC começou a investir na intensificação da aproximação com este segmento. “O próprio crescimento do número de fabricantes no País fez com que os horizontes se ampliassem para os nossos laboratórios’, avalia o presidente Paulo Griebeler.


Ele lembra que “desde que assumimos o IBTeC, a participação das indústrias de EPI só crescem no nosso faturamento e, hoje, tem uma participação maior no volume de trabalho dos nossos laboratórios. No início da atual gestão, o IBTeC testava 3% dos EPIs calçados. Hoje, 47% de todos os calçados EPIs fabricados no País são testados no instituto”.


O incremento é creditado ao crescimento do setor no Brasil, mas, principalmente, ao nosso olhar para esta área, incrementando serviços e investindo em equipamentos e tecnologias que nos propicia- ram ter maior participação neste mercado”, contex- tualiza o executivo.


De acordo com ele, em oito anos o instituto fez investimentos que triplicaram a capacidade de atendimento na área de EPIs. Aliado ao trabalho de equipar seus laboratórios e ampliar a área de atuação, o IBTeC investiu na qualificação de seus profissionais. “O incremento está baseado na diversificação de nosso atendimento - agregamos novos ensaios, para produtos com os quais ainda não atuávamos”, explica o presidente executivo, complementando que a qualificação do parque tecnológico, com investi- mentos pesados feitos ao longo dos últimos anos, a partir da percepção das demandas do mercado, também contribui para o crescimento da instituição nessa área. Outra frente de investimentos pela administração do instituto é a agilização no atendimento. Com nosso setor comercial atento às exigências do mercado, estabelecemos uma estratégia que tem sido a receita do nosso sucesso, baseada em preços competitivos e agilidade nos prazos entregando laudos em tempos recordes”, afirma Griebeler.

Entre em contato conosco

Revista Tecnicouro

Rua Araxá, 750 - Bairro Ideal

Novo Hamburgo - RS

CEP 93334-000

(51) 3553-1000

Assine a newsletter