Buscar

Mercado de equipamentos industriais usados ganha força


O novo cenário mundial tem causado diversas mudanças no mercado, provoca a reinvenção de muitas empresas e o fortalecimento de algumas que precisam continuar investindo na ampliação dos negócios. Por outro lado, várias se viram obrigadas a descontinuar parte da linha de produção ou mesmo fechar as portas. Em meio aos reflexos da pandemia, a venda de equipamentos industriais em desuso pode ser uma opção interessante para quem precisa fazer caixa ou reaver parte do dinheiro investido no maquinário.


Para a gerente de Operações e de Desenvolvimento de Negócios da EquipNet, Roberta Bosignoli, empresa que atua no processo de negociação de equipamentos industriais usados ou desativados, a pandemia deve fazer com que as companhias passem a olhar com mais cuidado para seus ativos em desuso como uma possibilidade de caixa adicional, representando um ganho financeiro não considerado no passado. Conforme Roberta, essa prática é algo ainda novo na cultura do Brasil, mas começou a ganhar uma nova dinâmica como um grande potencial de mercado. “O mercado americano, por exemplo, se planeja para desativação de equipamentos com antecedência, o que pode e deve também virar uma prática comum no Brasil”, destaca Roberta.


Para quem quer começar um negócio ou ampliar um que já existe, o momento também pode ser favorável. “Devido ao aumento da oferta, o cenário atual representa uma grande oportunidade para compra de equipamentos usados, sem que o empresário ou pequeno empreendedor precise investir toda a reserva em um novo”, afirma a especialista, complementando que se trata de uma alternativa mais econômica para quem não tem capital suficiente para adquirir um equipamento novo.