Buscar

Fios têxteis sustentáveis



Dois fios têxteis sustentáveis de poliamida desenvolvi- dos no Brasil pela Rhodia, empresa do Grupo Solvay, para aplicação na produção de calçados, estão entre as novidades apresentadas por clientes e parceiros da empresa durante a Fimec 2022, de 8 a 10 de março nos pavilhões da Fenac, em Novo Hamburgo/RS.


O fio têxtil Amni Soul Eco, a primeira poliamida têxtil biodegradável do mundo, foi aplicado pela Arezzo no desenvolvimento de linha de tênis masculino, produzido em knit, montado a partir da técnica string e que também usa PU (poliuretano).


A nova linha de tênis masculino foi introduzida pela empresa a partir da Fábrica Conceito, espaço tradicionalmente montado dentro da Fimec, realizado conjuntamente pelo Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC), Fenac Experiências Conectam e Coelho Assessoria Empresarial, para fazer lançamentos de tecnologias, processos e insumos que ajudam a qualificar a produção nacional de calçados.


Outro produto têxtil da Rhodia na linha dos sustentáveis, o fio Bio Amni foi incorporado à produção de tecidos do Grupo Cofrag. Poliamida 5.6 parcialmente de fonte renovável, o Bio Amni segue a tendência global da crescente demanda e movimentação de mercado por mais produtos têxteis sustentáveis. Esta poliamida oferece absorção e conforto térmico próximo ao algodão, além de todas as características da poliamida da Rhodia: toque suave, facilidade de lavar e passar e respirabilidade. O seu ciclo de tingimento também é mais rápido, reduzindo em até 40% o consumo de energia neste processo.


“Desenvolvemos essas inovações têxteis para atender as necessidades de diversos segmentos da economia, incluindo o setor coureiro/calçadista, que está avançando nas questões ligadas à sustentabilidade”, diz o gerente comercial de Poliamida e Fibras da Rhodia, Marcello Bathe.


Tradicional fornecedora do setor de couros, componentes e calçados, a Rhodia também oferece ao segmento têxtil uma gama de fios de poliamida para linhas de costura industrial comercializada sob a marca Rhodianyl.


No segmento de produtos químicos aplicados a calçados, a Rhodia comercializa o ácido adípico para aplicação na produção de PU destinado a calçados. O ácido adípico é produzido no complexo químico de Paulínia/SP e integra uma cadeia de produção sustentável que elimina da atmosfera 100% dos gases de efeito estufa. A instalação industrial também abate 96% de suas emissões de CO2 e está recebendo investimentos para se tornar neutra em emissões até 2025.


Também na área química, a empresa oferece ao setor um agente de expansão de espuma termoplástica para aplicações em diferentes segmentos, incluindo o de calçados. Trata-se do Alve-One, que tem como base o bicarbonato de sódio, é 100% seguro para os utilizadores e ambiente, não deixa resíduos tóxicos nas espumas, nem liberta maus odores e compostos orgânicos voláteis (VOC). Além disso, possui alto desempenho devido às suas fórmulas inovadoras e patenteadas.