top of page
Buscar

Cuidados e conservação dos calçados de segurança


Gabriel Damaceno - técnico químico do Laboratório de EPI Calçados do IBTeC


Os equipamentos de proteção individual (EPIs) são essenciais para garantir a segurança dos profissionais que lidam com os mais diversos tipos de riscos diariamente. Para que esta segurança seja efetiva e duradoura, deve-se prezar pela boa manutenção e preservação do equipamento, com cuidados que variam de acordo com o tipo de EPI em questão. Em relação aos calçados destinados a uso profissional (calçados ocupacionais, de proteção ou de segurança), os mesmos cuidados devem ser observados.


O primeiro passo para garantir a utilização correta do EPI é ler as informações presentes no manual de instruções ou bula, que deve ser fornecido juntamente com o equipamento. Neste manual, constam informações específicas referentes aos cuidados necessários para a preservação das características de segurança que o EPI oferece, e é importante que as mesmas sejam seguidas. Uma das primeiras informações que devem ser observadas no manual é o prazo de validade do equipamento, que varia conforme o fabricante e conforme o tipo de calçado, a fim de não utilizar equipamentos que possam estar vencidos e não ofereçam mais a devida proteção. Além disso, deve-se seguir com cuidado as orientações fornecidas pelo fabricante quanto à higienização e limpeza do calçado após o uso, assim como as formas apropriadas de guarda e transporte. Estes hábitos podem ajudar a prolongar a vida útil do equipamento, evitando trocas desnecessárias de EPI e garantindo mais proteção ao usuário.


Apesar de existirem cuidados variados e que dependem exclusivamente do calçado em questão, alguns hábitos podem ser adotados de forma geral, para garantir um maior cuidado com os EPIs. Se o calçado possui palmilha interna, por exemplo, a mesma deve ser substituída por outra nova, fornecida pelo mesmo fabricante do calçado, quando vier a apresentar algum dano, mesmo que superficial. Outro cuidado importante, que pode ser adotado em todos os calçados, é o armazenamento em local seco e ventilado, o que ajuda a prevenir a deterioração dos componentes.


Os bons hábitos de uso e preservação dos calçados são, portanto, essenciais para garantir maior durabilidade do equipamento, reduzir os custos com trocas desnecessárias e garantir maior segurança aos usuários. Por possuírem tamanha relevância, estes hábitos devem ser incentivados pelas empresas cujos profissionais fazem uso destes EPIs, fornecendo aos colaboradores orientações sobre como utilizá-los e armazená-los de forma correta.



bottom of page