Buscar

Bons negócios e otimismo



Os três dias da 44ª Fimec foram marcados por bons negócios e público qualificado. Segundo o diretor-presidente da Fenac, Marcio Jung, o sucesso desta edição é evidente, recebendo visitantes interessados em fechar negócios e que realmente têm o poder de decisão na empresa. “A Fimec 2020 é uma feira que nós lutamos nos três últimos anos para fazer: com estandes cheios e corredores vazios, porque isso é sinônimo de uma feira profissional, com negócios acontecendo a todo momento”, pontuou o dirigente, agradecendo a quem acreditou que se poderia fazer uma feira segura. “Dentro das condições que se tinha, eu não poderia imaginar um sucesso tão grande para a Fimec 2020”, comemorou.


Esta edição da Fimec reuniu mais de 500 expositores que apresentaram novidades em couros, produtos químicos, componentes, máquinas, equipamentos e tecnologias para calçados e curtumes. Entre os expositores, a perspectiva foi de retomada do otimismo no setor. Estreante na feira, a Bettech, nova empresa do grupo InBetta, apostou na feira como uma vitrine, apresentando a empresa aos profissionais do setor. “A Fimec foi muito importante pra nós. Foi a nossa primeira feira em que apresentamos para o mercado a Bettech e tivemos a oportunidade de mostrar ao segmento espumas, abrasivos e outros produtos que estamos desenvolvendo”, avaliou a gerente comercial da InBetta, Silvia Rode. “A feira superou as nossas expectativas, já que fechamos negócios durante os três dias e também abrimos diversos canais e contatos para darmos continuidade pós-feira. Já estamos com a nossa presença confirmada para a Fimec 2021”, adiantou.


Para a Amazonas, a feira também trouxe bons retornos. “Esta Fimec foi um retorno triunfal da Amazonas, muito melhor que esperávamos, com visitação excelente não só de clientes do Brasil, mas de toda a América Latina”, afirmou o diretor acionista da Amazonas, Saulo Pucci. “Para nós, a Fimec é a maior vitrine do setor de componentes para calçados do mundo. Quem é do setor tem a obrigação de vir”, avaliou ele, explicando que a edição deste ano superou as expectativas. “Fechamos diversos negócios e muitas parcerias com visitantes da América do Sul, além da retomada com o mercado interno. A Fimec é uma feira obrigatória e decisiva para nós”, pontuou.


Evento contou com plano de ações extraordinário

Frente à situação mundial do coronavírus, a Fenac, junto com a Secretaria de Saúde de Novo Hamburgo (SMS), Vigilância Sanitária e o médico infectologista Renato Cassol, com experiência em controle de infecções dos Hospitais Conceição e Santa Casa, que atuou como consultor do evento, criou um plano extraordinário para a feira, visando à saúde de todos colaboradores, visitantes e expositores, além da população do Município.


Entre as ações estavam: adaptações no Ambulatório existente dentro dos pavilhões; distribuição de álcool gel para todo o público, além de instalação de dispensadores do produto nas dependências dos pavilhões; aumento na equipe de higienização e capacitação deste público pela Vigilância Sanitária; e higienização intensa em corrimãos, maçanetas, mesas e banheiros. Além disso, a Fimec 2020 também contou com um contêiner, instalado em frente à entrada da feira. No espaço, todas as pessoas que estiveram nos últimos 14 dias em alguma viagem internacional ou nos países que integram a lista de monitorados pelo Governo Federal foram avaliadas. Quem não apresentou nenhum dos sintomas, pode visitar a feira normalmente. Caso alguém apresentasse algum dos sintomas, receberia as devidas orientações e o encaminhamento à Secretaria Municipal de Saúde”, contou o diretor-presidente da Fenac, Marcio Jung.

Entre em contato conosco

Revista Tecnicouro

Rua Araxá, 750 - Bairro Ideal

Novo Hamburgo - RS

CEP 93334-000

(51) 3553-1000

Assine a newsletter