top of page
Buscar

Biotecidos gerados por bactérias


Pensando no futuro da confecção em um mundo sustentável, a Dumeio se utiliza de tecnologia de biofabricação para a criação de peças exclusivas e biodegradáveis a partir da cultura de bactérias que produzem o Kombucha.


O Kombucha é uma bebida fermentada feita a partir de chás, como o chá preto ou chá verde, adoçados, contendo uma cultura de leveduras e bactérias, conhecida como Scoby. Essas bactérias se desenvolvem em cultivo se transformando em formato de lâminas que depois de processadas se tornam laminados biodegradáveis.


Lembrando que tordo o processo é biodegradável, a sócia e diretora de marketing da startup, Morgana Stegemann, conta que foram necessários dois anos e meio de pesquisas e desenvolvimento para chegar a um sistema de beneficiamento que assegurasse resultados satisfatórios aos biotecidos, garantindo o uso em calçados, acessórios, móveis e confecções. “Testes de resistência realizados em laboratórios externos comprovam que uma tira com 5cm X 30cm suporta até 45 kg de carga”, assegura Morgana.


O CEO da empresa, Henrique Medeiros, complementa que os materiais têm espessuras que variam de 10cm a 12cm e testes de abrasão apontam que um laminado suportou mais de 50 mil ciclos sem desgaste aparentes. Também destacou que a secagem do laminado acontece em ambiente com temperatura e umidade controlados e as cores são naturais, decorrentes do processo de fermentação.


bottom of page