top of page
Buscar

Biotecido é produzido pela ação de bactérias


A DuMeio desenvolveu um biotecido com propriedades biodegradáveis que, de acordo com a coordenadora de marketing e sócia da empresa, Morgana Stegemann, e o CEO, Henrique Medeiros, é um delimitador para o futuro da confecção em um mundo sustentável. O material é 100% natural, sem corantes ou aditivos químicos e se decompõe em poucas semanas após o descarte.


Bactérias, tão utilizadas para o crescimento de massas e a fermentação de bebidas, são agora também usadas para a confecção de tecidos que serão a base para a criação de peças exclusivas. As lâminas surgem do processo de alimentação das bactérias por chá e açúcar e este tecido biológico, que tem durabilidade estimada em aproximadamente três anos, se decompõe em apenas três meses quando em ambiente de compostagem.


Para a produção de uma lâmina - que tem as medidas de 60cm por 50cm - são necessários até 30 dias de preparo. Sendo assim, hoje, a DuMeio tem capacidade instalada para produzir 50m2 por mês. As cores podem ser nos tons naturais do processo ou pelo uso de materiais como flor de hibisco, por exemplo, mas com o cuidado para manter as propriedades naturais durante todo o processo.


Testado em laboratório independente, o material tem certificado quanto a resistência à abrasão (50 mil ciclos sem abrasão de 45 newtons) muito semelhante ao obtido pelo couro, segundo Morgana e Henrique.

Commentaires


bottom of page