Buscar

Aplicação de materiais poliméricos biodegradáveis na fabricação de embalagens plásticas - fase III

Aluna: Luisa Fernanda Stulp

Orientadora: Dionéia Schauren

Instituição: Escola Estadual Jardim Porto Alegre - Toledo/PR

Dois responsáveis pelo acúmulo de lixo no meio ambiente são os canudos plásticos e os sacos de plântulas. Um recipiente comum para acomodar plântulas são os sacos de polietileno preto que, além de elevarem o custo de produção, contribuem para o acúmulo de plásticos em aterros. Já os canudos plásticos são utilizados por um curto tempo e de forma muitas vezes desnecessária. Uma alternativa de minimizar os impactos ambientais dos resíduos gerados na produção de mudas e do canudo é a utilização de materiais biodegradáveis depois de descartados.


Para a produção do bioplástico utilizou-se uma fonte de amido, glicerina, água e um ácido ou base, pois a durabilidade e período de decomposição do material sofre alterações de acordo com o pH do produto usado. Os ácidos e bases variados foram solupan, bicarbonato de sódio, ácido nítrico, detergente neutro, hipoclorito de sódio e detergente ácido. Os amidos variados foram fécula de mandioca, farinha de banana verde, casca de mandioca in natura ou desidratada. Substituiu-se também em um dos testes a água por cacto triturado.


O bioplástico que utilizou solupan em sua composição apresentou- se em testes anteriores como possível de ser utilizado, assim buscou-se aliar o bioplástico a um biofertilizante sendo adicionadas diferentes concentrações deste no preparo. Em teste realizado em campo, o bioplástico se mostrou eficiente para a manutenção das plantas e a degradação no solo, contudo a concentração de biofertilizante necessita de novas avaliações, pois as plantas com o biofertilizante se mostraram estatisticamente inferiores que as plantas do controle. Os materiais produzidos são maleáveis e resistentes tanto para produção de sacos de mudas como de canudos biodegradáveis, possibilitando também o uso para a produção de sacolas, embalagens e outros materiais. O período de degradação de cada amostra encontra-se em estudo.

Entre em contato conosco

Revista Tecnicouro

Rua Araxá, 750 - Bairro Ideal

Novo Hamburgo - RS

CEP 93334-000

(51) 3553-1000

Assine a newsletter