top of page
Buscar

10 anos de Cepos Mundi


Criada em 2012, pelos sócios Jóice Fett, Juarês Pazinato e Alexandre Zambelli, a Cepos Mundi surgiu tendo como objetivo atender a demanda no mercado de chapas de polipropileno para os mais diversos tipos de cortes. Superando os desafios, a empresa vem conquistando uma vasta carteira de clientes, dos mais diversos segmentos, principalmente do setor calçadista. “A aceitação da Cepos Mundi foi tão positiva no mercado que criamos a CM Poliuretanos, para a fabricação de chapas de poliuretano, ambas, hoje, pertencentes ao Grupo Cepos Mundi. A ideia é fazer a diferença com alta capacitação em atendimento e fabricação de um material de primeira linha”, pontua a diretora Jóice Fett.


A Cepos Mundi é uma empresa sólida no mercado e, segundo Joice, é considerada uma referência no desenvolvimento de cepos personalizados estando sempre atenta às oscilações de mercado. Tendo a sustentabilidade como um dos propósitos, a empresa tem 100% da energia utilizada por captação solar. E, além da autossuficiência em energia, também aplica a logística reversa. “Não produzimos lixo”, afirma a diretora.


Hoje, a Cepos Mundi oferece cepos de balancim em alta performance, tanto em polipropileno quanto em poliuretano, chapas de PP, PSAI, PA6, tubos, moldes em polímeros, gabaritos e peças de engenharia. Além disso, dispõe de aplainagem e colagens dos cepos com manutenção especializada. Para o setor calçadista, disponibiliza cepos e chapas em PP, PU, Nylon, POM , PSAI, tubos e tarugos, sendo que o produto mais comercializado é o cepo de polipropileno Titanium G3, uma inovação da Cepos Mundi. Além do sistema calçadista, a empresa atende a outros segmentos, como têxtil, moveleiro, alimentício, de abrasivos, selarias e montarias.

bottom of page