Edição 308 - Set/Out 2018

Projeto inédito na FISP mostra uma fábrica de EPIs aos visitantes

LEIA A EDIÇÃO COMPLETA

Durante a Feira Internacional de Segurança e Proteção (FISP), que acontece de 03 a 05 de outubro em São Paulo/SP, o Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC) realiza, em parceria com a Fisp, o projeto Fábrica Modelo de Segurança. Tendo o Instituto como executor, a empresa Bompel como co-executora e a Associação Nacional da Indústria de Material de Segurança e Proteção ao Trabalho (Animaseg) como entidade apoiadora, o projeto congrega outras 40 empresas fornecedoras de máquinas, componentes e serviços para a fabricação de três modelos de EPI calçados masculinos e femininos, que fazem parte da linha de produtos disponibilizados pela empresa ao mercado.

Instalada em espaço com 600m2, a fábrica conta ainda com o trabalho de 20 profissionais para realizarem os processos de montagem ao longo de duas linhas de produção e 45 técnicos (30 de empresas e 15 do IBTeC). A proposta é que os 50 mil visitantes esperados para a feira possam ver em tempo real a transformação dos componentes em calçados prontos, tendo ainda a oportunidade de esclarecerem junto aos técnicos quaisquer dúvidas quanto aos materiais ou equipamentos utilizados em cada etapa.

Esta é a primeira vez que se mostra em uma feira de equipamentos de segurança e proteção a produção de EPI calçados, que traz como atrativo adicional o sistema de injeção direta, fundindo o cabedal e o solado em uma única operação. Durante os três dias de duração da Fisp serão produzidos 400 pares de três modelos diferentes de botas de segurança. Deste montante, em torno de 80 pares serão destinados para a doação a entidades de assistência social.

São calçados para o trabalho do dia a dia, aliando segurança e visual em um mesmo produto. Elaborados em vaqueta nobuck - um couro de qualidade e agradável aos pés e aos olhos do usuário, feito em curtume próprio. Um dos modelos tem biqueira de aço, para maior proteção dos pés do usuário. Também há calçados com couraça de conformação, com foco no conforto, onde não exista o risco aos pés do usuário. A forração de trama circular também tem foco no conforto, com a função de regular o microclima interno do calçado.

Desde sua criação, há 46 anos, o IBTeC presta serviços laboratoriais aos fabricantes de calçado e luvas de segurança, fazendo ensaios para atestar a qualidade dos componentes e as propriedades como resistência à água, a impactos e a rasgos, além do conforto oferecido ao usuário. Acreditado pelo Ministério do Trabalho para a emissão do Certificado de Aprovação (CA) - que é conferido somente aos produtos que atendem às especificações de qualidade e resistência - o instituto tem intensificado esse trabalho na última década. Mais recentemente, a instituição investiu na atualização da equipe técnica e ampliou o seu parque tecnológico com a criação de novos espaços para a instalação de equipamentos visando a atender a demandas específicas deste segmento, como os laboratórios para testar resistência a rasgos em luvas, e resistência a produtos químicos e chamas em vestimentas.


Edições Anteriores
308
Set/Out
2018
307
Jul/Ago
2018
306
Mai/Jun
2018
305
Mar/Abr
2018
304
Jan/Fev
2018
303
Nov/Dez
2017
302
Set/Out
2017
301
Jul/Ago
2017